Canal de Denúncias


Este é um canal que atende a Resolução 4.567 de 27 de abril de 2017 do Banco Central do Brasil, a qual exige que toda instituição financeira deve disponibilizar um canal para comunicação de indícios de ilicitude relacionados às atividades da mesma

A denúncia pode ser realizada de forma anônima ou identificada. Estão assegurados o tratamento confidencial das informações e a proteção da identidade do denunciante quando informada.

Descrição da Estrutura Simplificada de Gerenciamento Continuo de Riscos – Segmento S5

A Instituição, atendendo às disposições das Resoluções do Conselho Monetário Nacional, implementou estrutura simplificada de Gerenciamento Continuo de Riscos capacitada a gerenciar e monitorar os riscos de forma compatível ao perfil de risco simplificado, fornecendo assim informações confiáveis aos cotistas, administradores e partes interessadas, em conformidade com as leis e a regulamentação vigente.

Atribuições da Diretoria • Aprovar e revisar, as políticas e estratégias de gerenciamento de riscos e assegurar sua observância pela J. Alves Corretora;
• Assegurar a tempestiva correção das deficiências da estrutura simplificada de gerenciamento de riscos;
• Autorizar, quando necessário, exceções às políticas e aos procedimentos estabelecidos.
• Promover a disseminação da cultura de gerenciamento de riscos na instituição;
• Assegurar que a J. Alves Corretora mantenha níveis adequados e suficientes de capital e de liquidez;
Atribuições do Diretor responsável pela Estrutura Simplificada
• Supervisionar o desenvolvimento, a implementação e o desempenho da estrutura simplificada de gerenciamento de riscos, e garantir seu aperfeiçoamento;
• Subsidiar e participar do processo de tomada de decisões estratégicas relacionadas ao gerenciamento de riscos, auxiliando o conselho de administração;
• Supervisionar os processos e controles relativos à apuração do montante RWAS5 e ao requerimento mínimo de PR.

A estrutura de Gerenciamento de Riscos Simplificado mantém sistemaapropriado(Risk Driver)para exercer adequado monitoramento e controle de riscos para:
a) Identificar, mensurar, avaliar, monitorar, reportar, controlar e mitigar osriscos incorridos pela Instituição com destaque aos riscos considerados relevantes para a instituição, principalmente os riscos operacional e de exposição cambial.
b) Elaborar relatórios gerenciais tempestivos que subsidiem o processo de tomada de decisão da diretoria da instituição.

Assim a Instituição em cumprimento às disposições das Resolução CMN 4.606de 19 de Outubro de 2017 implementou estrutura apropriada,abrangendo políticas e procedimentossuportados por controles compatíveis com suas necessidades, com o objetivo de identificar riscos antecipadamente, decorrentes de possíveis mudanças nas condições internas da Instituição e do próprio mercado de atuação.

A Diretoria está plenamente engajada no processo. Definiu e aprovou a política de gerenciamento continuo de riscos e disponibilizou adequados recursos humanos e tecnológicos. É responsável pelas informações e promoveu ampla divulgação aos clientes, colaboradores e demais partes interessadas.

Para efetuar uma denuncia clique no link abaixo

Clique Aqui

Entre em contato conosco